Treinamento ao uso do Software de Gestão incluido no custo da implantação

Rede Madero abrirá fábricas em Curitiba e Ponta Grossa

O governador Beto Richa e o presidente da rede de restaurantes Madero, o empresário e chef Junior Durski, assinaram nesta quarta-feira (16), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, um protocolo de intenções para enquadrar no programa de incentivos Paraná Competitivo dois novos empreendimentos do grupo paranaense. A empresa vai instalar duas novas plantas industriais, uma em Curitiba e outra em Ponta Grossa. A unidade dos Campos Gerais vai produzir embutidos, bacon, linguiças, defumados, cortes especiais de carnes e hambúrgueres para atender os 35 restaurantes da rede no Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Goiás, além das futuras unidades. A indústria da capital vai produzir pães, massas, molhos, maionese, doces, bolos, sobremesas e sorvetes.

Gestão para supermercados

Richa afirmou que é um orgulho para o Governo do Estado apoiar uma empresa paranaense de sucesso. “O Madero se consolidou em Curitiba e hoje se expande para o Brasil pela qualidade de seus produtos. A rede pode contar sempre com nosso apoio, pois sabemos que o investimento feito hoje terá um grande retorno em alimentos de qualidade para nossa população e oportunidades de trabalho para os paranaenses”, ressaltou.

Junior Durski também destacou a importância de continuar investindo no Paraná, mesmo com a presença da empresa em outros três estados brasileiros. “Apesar de ampliarmos nossa participação em outros estados, o incentivo do Estado do Paraná para as indústrias é muito mais atraente. Este já seria um motivo para construirmos esta fábrica no Paraná, mas como somos paranaenses, é muito melhor permanecer aqui”, afirmou o empresário.

A planta industrial de Curitiba deve gerar 50 empregos diretos e 100 em indiretos. Em Ponta Grossa, serão gerados, primeiramente, 90 postos de trabalho diretos e 500 indiretos, mas a perspectiva é que cerca de 400 pessoas sejam empregadas quando a indústria estiver no pico da produção.

Durski explicou que planeja, futuramente, concentrar toda a produção em Ponta Grossa e transformar a unidade de Curitiba em uma Central de Distribuição, dependendo da ampliação do mercado. O Madero conta hoje com 1,4 mil funcionários, mas a expectativa é dobrar número de empregados até o fim deste ano.

O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, também destacou a importância de uma empresa paranaense na produção industrial do município, que já vem sendo beneficiado com outras indústrias apoiadas pelo Paraná Competitivo, como é o caso da Ambev. “A população de Ponta Grossa está muito feliz com o programa Paraná Competitivo, que realmente transformou a história da nossa cidade, consolidando o município como grande polo logístico e industrial do Brasil”, afirmou.

Para o secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Horácio Monteschio, o programa é exemplo para o Brasil na atração de empresas. “Além dos investimentos diversificados, todas as regiões paranaenses são contempladas com o Paraná Competitivo. Mais de 70% dos investimentos estão concentrados no interior do Estado, privilegiando indistintamente todos os municípios paranaenses”, destacou.

Participaram da cerimônia o vice-presidente do Madero, Homero Roiek Filho, a diretora de produção, Laysa Durski, e o diretor de obras, Leandro Lorca. Também estavam presentes o sub-chefe da Casa Civil, Eduardo Pimentel, e os deputados estaduais Plauto Miró, Duílio Genari e Doutor Batista.

Publicado dia 16 de abril de 2014

Fonte: http://jornalenoticias.com.br/mirian/?p=28363

Permalink: 

>>>


Outra opção: ler notícias, consultar as perguntas frequentes, ver informações locais sobre Curitiba, procurar uma vaga de emprego de repositor, ler depoimentos, fazer seu cadastro na newsletter, conhecer meus parceiros, usar meu gerador de CNPJ, participar da feira Mercosuper 2017, saber mais sobre meu trabalho e sobre implantação de ERP.

Copyright © 2017 Michel Campillo, todos os direitos reservados