Treinamento ao uso do Software de Gestão incluido no custo da implantação

Varejo de luxo vasculha Curitiba por profissionais sofisticados

As grifes que vão estrear no Shopping Pátio Batel, em abril, oferecem remuneração entre R$ 3,5 mil e R$ 15 mil, mais comissões.

A pouco mais de um mês da inauguração do Shopping Pátio Batel, marcada para o dia 25 de abril, as lojas de grifes de luxo que vão estrear em Curitiba correm contra o tempo para fechar suas equipes. Para isso, elas contam com a ajuda de consultorias e boas ofertas de remuneração (entre R$ 3,5 mil e R$ 15 mil, mais comissões). “Dentre as principais competências que as empresas buscam, encontra-se o perfil de vendas consultivas e por relacionamento, além da experiência prévia no mercado de luxo”, explica o headhunter especializado no segmento de luxo, moda e varejo da Michael Page, Rodrigo Bacila Sahd. Ele não confirma, mas a consultoria está selecionando profissionais para as lojas da Burberry e Louis Vuitton.

Anuncie aqui

Dificuldades

Comparado ao eixo Rio-São Paulo, o mercado de luxo do Paraná é extremamente modesto, segundo Sahd. E a vinda em massa dessas marcas complica ainda mais a situação. “Nosso tempo médio para fechar uma posição é de duas a três semanas, mas as empresas alegam que já estão há cerca de três meses procurando. Algumas não têm nem 20% do quadro de pessoal”, afirma. Segundo ele, três semanas é o dobro do tempo gasto em regiões de mercado mais amadurecido.

Do status aos altos salários, a lista de atrações do mercado de luxo é extensa. “Em geral, o salário fixo de um vendedor em começo de carreira nesse mercado varia de R$ 3 mil a R$ 4,5 mil. Vendedores mais experientes podem ganhar entre R$ 4,5 mil e R$ 6 mil, não havendo teto para a contratação em alguns casos”, afirma Rodrigo. Segundo Guilherme Kosmann, gestor institucional da MCF Consultoria, especializada no varejo de luxo, um gerente de loja pode receber até R$ 15 mil. Mas é importante ressaltar que essa é a realidade de profissionais extremamente qualificados e experientes, que atuam em mercados já consolidados.

Segundo dados da MCF, o faturamento total do mercado de luxo no Brasil cresceu cerca de 240% nos últimos seis anos, com um tíquete médio de R$ 5 mil. Após Rio e São Paulo, Curitiba é a cidade mais citada pelas grandes marcas quando o assunto é expansão.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/economia/conteudo.phtml?id=1352188

Permalink: 

>>>


Outra opção: ler notícias, consultar as perguntas frequentes, ver informações locais sobre Curitiba, procurar uma vaga de emprego de repositor, ler depoimentos, fazer seu cadastro na newsletter, conhecer meus parceiros, usar meu gerador de CNPJ, participar da feira Mercosuper 2017, saber mais sobre meu trabalho e sobre implantação de ERP.

Copyright © 2017 Michel Campillo, todos os direitos reservados